V ENCONTRO INTERNACIONAL DE DIDÁTICA DO PORTUGUÊS

Segunda-feira, 16 de Setembro de 2013

A avaliação da competência comunicativa

19 de outubro de 2013, Auditório Municipal, Rianjo

Mais um ano a DPG organiza o seu encontro anual de didática do português, esta ano com um caráter mais internacional que nunca com presença de responsáveis pelas avaliações dos exames CAPLE e CELPE-Bras.

Esta atividade será homologada pela Conselharia de Educação, Formação Profissional e Inovação Educativa da Junta da Galiza e a homologação dependerá em todo o caso do número de participantes e a sua situação laboral e de vinculação com a Conselharia de Educação da Junta da Galiza.

  • Quotas de inscrição: o montante deverá ser depositado até dia 17 de outubro de 2013 na conta da DPG (informações da conta no formulário de inscrição)
    • 0€ pessoas sócias da DPG
    • 10€ pessoas desempregadas e estudantes
    • 30€ pessoas não sócias
  • Inscrições (preencha o formulário abaixo ou clique na ligação): até 17 de outubro de 2013, as vagas são limitadas a 50 participantes dos quais terão estrita preferência por ordem de inscrição aquelas pessoas com número de registo pessoal da Conselharia de Educação e/ou que estejam em ativo em algum centro de trabalho dependente da mesma.

FAQ – CELPE-Bras

Quinta-feira, 12 de Setembro de 2013

 

elisabete

Elisabete Ares Licer

 

 

 

 

Por Elisabete Ares Licer
  • O que é?

O Celpe-Bras, acrônimo de Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros, é o único título de conhecimento de português como língua estrangeira reconhecido oficialmente pelo governo brasileiro. No Brasil é exigido pelas universidades para a realização de graduação, pós-graduação e validação de diplomas profissionais estrangeiros. O Celpe-Bras também é exigido para a inscrição profissional em algumas entidades de classe como, por exemplo, o colégio médico Conselho Regional de Medicina (CRM). O seu âmbito de aceitação como certificação de conhecimento em português como língua estrangeira não se limita ao Brasil, já que é aceite internacionalmente em instituições de ensino e em empresas.

A sua aplicação é da responsabilidade do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) com o apoio do MRE (Ministério de Relações Exteriores), enquanto que o seu outorgamento e desenvolvimento é da competência do MEC (Ministério da Educação).

  • A quem vai dirigido?

A cidadãos estrangeiros ou brasileiros que não tenham o português como língua materna.

  • De quantos níveis está composto?

São quatro: Intermediário; Intermediário superior; Avançado; Avançado superior.

  • Como está estruturado?

Divide-se em duas partes:

    • Parte escrita (3 horas): são tarefas de compreensão oral e produção escrita, e duas tarefas de leitura e produção escrita;
    • Parte oral (20 minutos).

Só se pode obter o certificado se o/a candidato/a alcança o desempenho adequado em ambas as partes.

  • Onde?

Na Espanha, por enquanto, contamos com três lugares de aplicação: Barcelona; Madri; Salamanca.

  • Quando?

As provas são realizadas duas vezes ao ano: na segunda quinzena de abril e na segunda quinzena de outubro.