As três associações galegas relacionadas com a docência das línguas alemã (AGX), francesa (APFG) e portuguesa na Galiza (a própria DPG) unem-se na realização de um escrito conjunto para denunciarem o grave detrimento que sofrerão estas línguas no enquadramento da nova aplicação da LOMCE na Galiza.

Pois, segundo o novo decreto que estabelece o currículo e a distribuição horária na etapa do Bacharelato destas três línguas viriam a sofrer uma preocupante diminuição na carga horária semanal, passando de serem 4h letivas semanais em cada ano do Bacharelato a apenas 2h em 1º BAC e 3h em 2º BAC.

Deste jeito queremos denunciar mais uma vez a pouca responsabilidade e atenção que se dá no nosso sistema educativo à qualidade e eficácia no ensino de línguas regrado e público da Galiza.

Deixamos aqui ao vosso dispor a totalidade do texto:

Associações galegas de ensino de línguas denunciam detrimento das mesma no ensino

Associações galegas de ensino de línguas denunciam detrimento das mesma no ensino