Como introduzir língua portuguesa no teu centro?

Como introduzir língua portuguesa no teu centro?

A DPG vem de enviar uma CARTA INFORMATIVA aos centros de ensino secundário da Galiza para os alertar e informar da atual possibilidade de solicitarem a matéria de língua portuguesa, bem como matéria de livre configuração (segundo nova regulamentação da LOMCE), bem como segunda língua estrangeira, nos seus centros.

Esta iniciativa desenvolveu-se devido a uma crescente receção de pedidos de informações à DPG. Requerimentos de docentes de diversos pontos da Galiza para saberem como poderiam implementar o português nos seus centros e se de alguma maneira a LEI 1/2014, do 24 de março, para o aproveitamento da língua portuguesa e vínculos com a lusofonia está a ser desenvolvida neste sentido de fomento do ensino do português na Galiza; ou quais as vias para poderem pôr em prática efetiva esta possibilidade.

IV ENCONTRO DE DIDÁTICA DO PORTUGUÊS

Quarta-feira, 31 de Outubro de 2012

Os meios audiovisuais e a legendagem no ensino do português

10-11 de novembro 2012, IC Vigo
12 de janeiro 2013, USC Compostela

Num contexto em que os meios audiovisuais tomam contam das relações do sujeito com o mundo que o rodeia, este ciclo formativo pretende responder a necessidades reais do ensino da língua portuguesa na Galiza e no resto do território espanhol. Qual a importância da cultura e da tradução no ensino das línguas? Qual o papel dos meios audiovisuais no ensino do Português? Há benefícios no uso de legendas em português? E em espanhol?

Objetivos:

  • Partilha e troca de recursos didáticos e experiências pedagógicas no ensino do Português.

  • Conhecer a prática docente no território da Galiza.

  • Aprofundar o conhecimento da cultura portuguesa contemporânea.

  • Proposta e discussão de novas estratégias de ensino através dos recursos audiovisuais: a adaptação fílmica de obras literárias e a transmissão de conteúdos lexicais e culturais; os processos de tradução de conteúdos audiovisuais e a legendagem.

Conteúdos:

  • Os meios audiovisuais e a sociedade portuguesa contemporânea

  • A legendagem como problema e como prática

  • Estratégias para o desenvolvimento de competências em língua portuguesa

  • O estado da arte na investigação em didática do Português em Espanha

  • A tradução como ferramenta de ensino

  • Estratégias para o ensino do Português na Galiza e no resto de Espanha

Metodologia:

As sessões expositivas terão uma duração de uma hora, à qual se seguirá meia hora de debate. Pretende-se assim promover a discussão e uma aprendizagem significativa por forma a que os docentes de português se sintam capacitados e motivados para lançar mão de novas estratégias pedagógicas e para usar os conhecimentos adquiridos, adaptando-os aos seus contextos específicos.

Propõe-se a aplicação prática de novas estratégias pedagógicas no uso dos recursos audiovisuais, pelo que dedicamos a segunda parte deste ciclo a um workshop em legendagem e à troca de experiências pedagógicas no contexto de ensino-aprendizagem do Português.

Este ciclo formativo privilegiará o ensino do português em contexto galego, embora sejam abordados temas e questões transversais e comuns ao ensino do Português em toda a Espanha.

Lugar e datas:

  1. Este ciclo de formação terá lugar no Centro Cultural Português em Vigo (Casa de Arines, Praça Tenente Almeida / 36202 Vigo) nos dias 10 e 11 de novembro.
  2. A segunda parte será na Universidade de Santiago de Compostela no dia 12 de janeiro.

Destinatários:

Docentes de Português na Galiza (dos vários níveis) e docentes de Português em Espanha.

Inscrição:

Até dia 8 de novembro de 2012, mediante o preenchimento e envio da ficha de inscrição a ccp-vigo@instituto-camoes.pt

O limite máximo de inscrições é de 50 pessoas.

PROGRAMA – IV Encontro de Didática do Português

FICHA DE INSCRIÇÃO – IV Encontro de Didática do Português

UNANIMIDADE SINDICAL EVIDENCIA NECESSIDADE DE REGULARIZAÇÃO DO ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA NO SECUNDÁRIO GALEGO

O documento focaliza a reivindicação na vantagem competitiva da Galiza no tema e na deficiência e instabilidade da oferta educativa que vem sofrendo o ensino do português como segunda língua estrangeira no sistema educativo galego.

Oito sindicatos pedem a criação de vagas para língua portuguesa como segunda língua optativa no ensino secundário

No passado dia 17 de dezembro de 2010, oito sindicatos galegos (STEG, CIG-Ensino, FE-CCOO, FETE-UGT, CNT, ANPE, CSIF e CUT) apresentaram um escrito no Registo Geral da Junta para o Diretor Geral de Educação, Formação Profissional e Inovação Educativa onde se reivindicava a criação de vagas da especialidade de português como segunda língua opcional no ensino secundário galego, e o estabelecimento de uma listagem de substituições própria.

O documento recolhe as reivindicações da Associação de Docentes de Português na Galiza (DPG) que solicita a convocatória de concurso-oposição de português como segunda língua para o presente ano académico 2010/2011, e destaca, que no atual panorama educativo, a Galiza tem uma vantagem competitiva fronte a outros países ou autonomias (caso da Estremadura, Castela e Leão ou Andaluzia) onde o português, com mais de 200 milhões de falantes no mundo, já está a receber um forte impulso  por parte da administração no ensino secundário.

Os sindicatos consideram que o crescente aumento de número de alunos/as nas cadeiras ofertadas desta especialidade justifica a regularização e incremento da oferta para “poder responder com qualidade e eficácia às novas exigências educativas”.

O português ganha adeptos em Vigo

Segunda-feira, 06 de Setembro de 2010
« Newer Posts