Notícias

50 anos de abril nas escolas galegas

Como cada ano as escolas galegas encheram-se de cravos vermelhos e ecos do Grândola, mas este ano teve um tom especial pelos 50 anos que eram celebrados.

Fizemos uma recompilação das atividades de que fomos sabendo desenvolvidas nos centros galegos, trabalhos ricos, criativos e diversos:

Começamos pelo IES de Melide onde a professora Ádega Mariña, com a colaboração de algumas companheiras e companheiros, leva ano trás ano entoando o cântico revolucionário Grândola com o alunado e com toda a comunidade educativa num lindo e emotivo ato comunitário, que além do mais é inclusivo pois também é cantado em linguagem gestual portuguesa. Vejam o vídeo a seguir:

O IES de Melide canta o Grândola

Ainda no IES de Melide tiveram tempo para realizarem uma exposição de cartazes inspirados no acontecimento histórico:

NO IES Rego de Trabe também entoaram o hino da revolução no próprio dia 25 de abril, dia em que a escola abriu as suas portas ao ritmo do “Grândola, Vila Morena” cantado por um grupo de professores que se juntaram para festejar a efeméride.

Ainda o alunado criou um painel colaborativo sob o lema “A liberdade para mim é…”:

A liberdade para mim….

Continuamos no IES Número 1 da Estrada onde também se uniram às celebrações dos 50 anos do 25 de abril com uma conversa com o professore Manuel Amor Couto sobre a importância desta data no país vizinho. O alunado de português também criou uma instalação artística com cravos; e fecharam as comemorações com uma visita de estudos a Braga e Guimarães do alunado de 1º e 2º da ESO; e outra a Lisboa do alunado de 3º e 4º da ESO.

Cartaz das atividades pelo 25 de abril no IES Nº 1 da Estrada

No IES Monte das Moas da Corunha também realizaram uma extensa coleção de desenhos para rememorarem o dia; deixamos aqui uma amostra que podem ampliar visitando a página da Biblioteca do IES.

Já no IES San Clemente integraram algumas das atividades comemorativas dos 50 anos da Revolução dos Cravos no seu projeto eTwinning “Um tripé para o meu e-book 3“ onde realizaram podcast e cartazes evocativos. A atividade estrela das celebrações foi a elaboração, por parte do Departamento de Português e com a colaboração da turma de 1ASIR, de uma exposição comemorativa:

Noutro centro de adultos, a EPAPU Eduardo Pondal, o Departamento de Português organizou uma exposição pelos 50 anos do 25 de abril sob o lema “Abril em feminino” onde resaltaram figuras de mulheres relevantes na própria revolução, no movimento. Esta atividade também foi integrada dentro dum Plano Proxecta+ Iguais na diversidade, na sua seção de ‘Mulleres na historia’.

  • Na Universidade também deram eco desta significativa e simbólica data com inúmeras atividades, entre elas, o Colóquio: O 25 de abril do outro lado do Miño. Com Xosé Fortes Bouzán e Margarita Ledo. Moderam Áurea Sánchez e Joel Gômez; que podemos visualizar no canal de Youtube da USC:

Na web da USC dedicada a estas celebrações podem aceder ao programa e a todas as atividades que foram realizadas.

No IES Dionisio Gamallo de Ribadeu tampouco ficaram atrás e, além de elaborarem cravos de papel, realizaram várias atividades para visibilizar o dia da liberdade no seu centro: podem ver aqui (preparativos) e aqui imagens das mesmas.

Finalmente, referimos também uma atividade na EOI de Vilagarcia pela assinalada data que foi celebrada com um contacontos em português onde Maria João Miguel contou umas estórias e conversou posteriormente com o alunado de português.

Restanos dizer que aqui foram mostradas apenas algumas das inúmeras atividdades realizadas nalguns dos centros galegos, aquelas às que tivemos acesso e/ou nos forneceram as informações, mas que foram muitas mais com ceretza.

25 de abril sempre!